milagres Israel Silva

A MULHER DO FLUXO DE SANGUE | ESTUDO BÍBLICO E PREGAÇÃO

A MULHER DO FLUXO DE SANGUE | ESTUDO BÍBLICO E PREGAÇÃO

A cura da mulher do fluxo de sangue é uma das mais emocionantes de toda a Bíblia! A mulher do fluxo de sangue era menosprezada por sua doença.

E a sua cura foi um ato que entrou para a história da fé, e que vem sendo tema de pregações ao redor de todo mundo, para testemunho do Evangelho de Jesus a todos os povos.

Quem imaginaria que uma mulher do primeiro século levaria tamanha fama ao depositar a sua confiança no Senhor!

Esta passagem é sem dúvida uma história de fé e de superação das circunstâncias, do medo, do preconceito e das adversidades que a cercavam.

Esta história está registrada nos Evangelhos de Marcos cap. 5:25-35; Lucas 8:44-48; e Mateus 9:20-22.

A DISCRIMINAÇÃO CONTRA A MULHER

E certa mulher que, havia doze anos, tinha um fluxo de sangue,
E que havia padecido muito com muitos médicos, e despendido tudo quanto tinha, nada lhe aproveitando isso, antes indo a pior;
Marcos 5:25,26

A sociedade Judaica da época de Jesus e dos Apóstolos, já havia se afastado muito dos objetivos principais que os mandamentos da Lei de Deus tinham, quando foram revelados a Moisés no monte Sinai.

A maioria dos Judeus tinha se tornado em religiosos extremamente envolvidos pela religiosidade da tradição oral, a chamada “lei oral”, ou “tradição dos anciãos”.

E aquela sociedade, sem o entendimento do significado dos mandamentos, caminhou para uma espessa “escuridão espiritual”.

Cegou-lhes os olhos, e endureceu-lhes o coração, A fim de que não vejam com os olhos, e compreendam no coração, E se convertam, E eu os cure…

Porque amavam mais a glória dos homens do que a glória de Deus.
João 12:40-43

Passaram a discriminar as mulheres de uma forma muito intensa, que não se comparava a nenhuma nação vizinha a Israel, naquela época.

A mulher era vista como fonte de “contaminação“, por causa de  seu período menstrual.

Os homens, e mesmo outras mulheres, evitavam a todo custo de tocar em uma mulher, ou em qualquer objeto tocado por uma mulher, pois ela poderia estar no seu período mensal e “transmitir impureza”.

Eles não compreenderam que as leis de purificação previstas no Antigo Testamento, faziam referência apenas no contexto do Tabernáculo ou do Templo de Salomão.

A IMPUREZA CERIMONIAL NÃO É PECADO

Isso porque a “impureza” de que o livro de Levítico faz menção, é ligada apenas no contexto de quando uma pessoa tivesse que entrar no Templo, para se chegar aos Sacerdotes, levando algum tipo de oferta animal, para ser sacrificada.

Era algo que não ocorria todos os dias, e as pessoas já automaticamente, passavam por um ritual de purificação, antes de subir ao Templo de Jerusalém, lavando-se com água nos tanques de purificação cerimonial que ficavam próximos ao Templo, que eram o tanque de Betesda e o tanque de Siloé.

Essa exigência tinha como objetivo a proteção dos Sacerdotes, para que não contraíssem doenças, já que o Templo/Tabernáculo era um local onde vários animais eram mortos, e muito sangue era manipulado nessas ofertas.

E o sangue é um excelente meio em que os micro-organismos conseguem se multiplicar, de forma muito rápida, podendo fazer com que a “casa de Deus” servisse para propagar verdadeiras epidemias ao povo de Israel, pois pessoas vinham de todo o país para adorar no Templo.

Deus a partir do momento em que ordenou a criação do Tabernáculo como o lugar central do culto Israelita, criou também leis de pureza, para manter o Templo, os Sacerdotes, o ofertante e mesmo o povo, saudáveis.

A impureza que a lei de Deus trata, é a impureza física ou higiênica (“sujeira”).

Então, veja que essa “impureza” era algo apenas cerimonial, não havia nada de pecado ou de errado nela.

Mas os homens religiosos extremistas da época discriminavam as mulheres, e a mulher do fluxo de sangue era tratada com um preconceito enorme, que certamente a trazia mais dores do que a sua própria doença.

Ela podia ser a mais fiel a Deus, a mais decente, a mais obediente, a mais dedicada, a mais amável, bondosa, caridosa, gentil, mas nada disso importava para eles.

Era vista como uma impura e por isso, não poderia sair às ruas, não poderia tocar nas pessoas, pois eles a apedrejariam.

A VIDA DA MULHER DO FLUXO DE SANGUE

Imagino a vida de solidão que a mulher do fluxo de sangue viveu. Imagino o seu isolamento (arraial das impuras?). Durante doze anos ela buscou a sua “purificação“, e  sua cura.

E gastou todos os seus recursos, consumiu todos os seus bens, no seu auto-esforço para se purificar.

E ela sofreu desse fluxo por doze anos! Doze anos impura! O interessante desse número, o número 12, é que ele representa a totalidade do governo humano, que neste caso, é uma alegoria das 12 tribos de Israel.

Há um significado implícito nessa cura, que chama a atenção para a “impureza espiritual” que os Judeus, como nação, estavam passando naquela época, devido a sua religiosidade extremada e sem entendimento das Escrituras.

Os Judeus também estavam buscando uma “purificação” pelos seus próprios méritos.

Cumprindo mandamentos de homens, dando mais importância à tradição, do que à Palavra do Eterno, chegaram a este ponto de discriminar e tratar como leprosos, as pessoas que deveriam receber cuidado, atenção, acolhimento e amor.

A cura da mulher do fluxo de sangue, embora no nível literal do texto trate da cura de uma mulher doente, em um nível mais profundo, trata também da cura de uma sociedade religiosa, do povo de Israel, que ainda permanece na sua impureza, por se recusarem a reconhecer o Messias, o Rei de Israel, do qual todos os Profetas do Eterno falaram no passado.

TOCANDO NA ORLA DAS VESTES

E a mulher do fluxo de sangue, (provavelmente seu nome seria Miriam, segundo uma antiga tradição, cujo os fragmentos foram encontrados do oitavo século), de alguma forma fica sabendo que Jesus estava passando próximo a onde ela estava.

E certamente ela conhecia as profecias que falavam do Messias, o Cristo. Uma dessas profecias dizia que Ele traria a cura sob as suas asas. Vamos ler?

Mas para vós, os que temeis o meu nome, nascerá o sol da justiça, e cura trará nas suas asas; e saireis e saltareis como bezerros da estrebaria.
Malaquias 4:2

O interessante da palavra “[suas] asas”, é que no original em Hebraico é o termo כָּנָף Kanaf, que significa asa e também significa a extremidade das roupas. Vamos ver esse verso no original para que vocês possam entender o que motivou a atitude daquela mulher.

malaquias 4:2 em hebraico, kanaf, asas ou orla das vestes, a mulher do fluxo de sangue

A profecia de Malaquias dizia que o Messias traria cura na orla das suas vestes.


Ela, na sua aflição, toma uma decisão de ir até Jesus. E decide enfrentar a multidão, o preconceito, não se deixa vencer pela discriminação, pelos apontamentos de dedos, porque ela descobre que há alguém em quem pode confiar.

A CURA DA MULHER DO FLUXO DE SANGUE

E como conhecia as Escrituras Sagradas, pode se lembrar da profecia de Malaquias 4:2, que diz que o Messias se manifestaria trazendo a cura na extremidade das suas roupas (a כָּנָף Kanaf, em Hebraico), na orla das suas vestes.

Por isso ela pensou no seu coração:

Ouvindo falar de Jesus, veio por detrás, entre a multidão, e tocou na sua veste.
Porque dizia: Se tão-somente tocar nas suas vestes, sararei.
Marcos 5:27,28

A mulher do fluxo de sangue reconheceu aquilo que uma nação inteira de religiosos não conseguiu enxergar.

E compreendeu que aquela profecia falava de Jesus Cristo, e ao se deparar com Ele, se prostrou, em uma atitude de humildade, e tocou na orla, na extremidades de suas roupas.

E pode comprovar que diante dela estava o Rei dos reis e Senhor dos Senhores, aquele que tem autoridade sobre a vida e a morte, o que tem em suas mãos a vida eterna.

No mesmo instante o seu fluxo de sangue parou, foi curada para a glória de Deus.

E logo se lhe secou a fonte do seu sangue; e sentiu no seu corpo estar já curada daquele mal.
Marcos 5:29

Ela foi totalmente purificada, pois as suas mãos tocaram na Palavra da Vida, aquele que derramou o Seu sangue para nos purificar de todo o pecado.

De fato, o sangue de Jesus é o que realmente purifica o homem, espiritualmente.

QUEM ME TOCOU?

E Jesus, que estava indo com seus discípulos, para curar a filha de Jairo, de repente exclama:

E logo Jesus, conhecendo que a virtude de si mesmo saíra, voltou-se para a multidão, e disse: Quem tocou nas minhas vestes?
Marcos 5:30

Parece uma declaração paradoxal de Jesus, porque Ele e seus Apóstolos estavam sendo apertados por uma multidão de pessoas. Mas Jesus estava certo.

Havia muita gente naquele lugar, mas poucos tinham os seus corações abertos para receber e compreender a Palavra de Deus.

Muito poucos, como a mulher do fluxo de sangue, conseguiam entender que diante deles estava o Criador do Universo.

Eles estavam em busca de uma novidade, quem sabe ver mais um Judeu curandeiro (Jesus era Judeu), fazer algum tipo de ritual novo.

Como disse mais acima, os doze anos que Miriam ficou enferma, representam as doze tribo de Israel, ou seja, o povo Judeu que como nação, não reconheceu em Jesus o Salvador, o redentor do povo de Israel e do mundo.

Por isso,  eles permaneciam em sua impureza, não cerimonial, mas a impureza espiritual.

A impureza cerimonial se desfaz com um banho. Veja o verso abaixo:

E aquele que se assentar sobre aquilo em que se assentou o que tem o fluxo, lavará as suas roupas, e se banhará em água, e será imundo até à tarde.
Levítico 15:6

A impureza espiritual, por sua vez, não se desfaz com somente se banhando em água e esperar até que chegue a tarde. A impureza espiritual só sai por meio da lavagem no sangue do cordeiro que tira o pecado do mundo!

E para se lavar nesse sangue, tem que confessar o nome de Jesus!

E foi isso que o que Miriam fez. Publicamente, ela confessou e poderia até mesmo ser apedrejada pela multidão, que ficou sabendo que ela era uma ex-impura. Mas ela não negou o nome do Senhor:

Então a mulher, que sabia o que lhe tinha acontecido, temendo e tremendo, aproximou-se, e prostrou-se diante dele, e disse-lhe toda a verdade.
Marcos 5:33

A TUA FÉ TE SALVOU!

E logo após confessar diante de todos, o que havia acontecido, ela pôde ouvir as doces e consoladoras palavras do Mestre:

E ele lhe disse: Filha, a tua fé te salvou; vai em paz, e sê curada deste teu mal.
Marcos 5:34

Que palavra maravilhosa essa! Ser chamada de filha. No original em Hebraico, Jesus a chama de בִּתִּי bitiy, minha filha.

Ele a chamou de “minha filha”, porque Ele mesmo criou o homem e criou a mulher no Jardim do Éden. Ele é o Pai Nosso, nós somos Seus filhos, e tem amor por nós, e quer nos purificar e nos salvar.

Mas temos que seguir o exemplo da mulher do fluxo de sangue, e confessar os nossos pecados, deixar a prática da impureza espiritual, que é a desobediência aos mandamentos do Senhor.

Se fizermos isso, Ele é fiel e justo para nos perdoar e nos purificar de todo pecado!

Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça.
1 João 1:9

Em Hebraico, Jesus disse à ela:

בִּתִּי אֱמוּנָתֵךְ הֶחֶיְתָה אוֹתָךְ לְכִי לְשָׁלוֹם וַהֲיִי בְּרִיאָה מִנִּגְעֵךְ.

bity emunater hecheitah otach lechy leshalom vachay beryah minniger

“Minha filha, a tua fé te fez reviver, vai em paz e viva, seja curada de sua ferida!”

Sobre o autor | Website

Formado em Hebraico Bíblico, Geografia Bíblica, Novo Testamento, e Estudos do Apocalipse; é Especialista em Estudos da Bíblia, certificado pelo Institute of Biblical Studies da Universidade Hebraica de Jerusalém.

Receba Estudos Bíblicos Diretamente no Seu Email! É Grátis!

100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

21 Comentários

  1. paulo cesar pedroso dos santos disse:

    que estudo Maravilhoso! aprendi muinto! Munto bom este estudo.que Deus te abençoe muinto.

  2. Charles disse:

    Muito forte. Obrigado.

  3. Zélia Assis França disse:

    Paz do Senhor Jesus! Fiz minha inscrição porque gostei muito dos estudos a respeito do Senhor Jesus e de sua palavra. Tenho sede de aprender sobre o Mestre mais até então não tinha tido confiança de tomar estudo em qual quer site; já com o irmão sentir credibilidade pela abordagem que o senhor faz a respeito de Jesus deixando o Salvador como tema Central. Amém

  4. ulisses disse:

    Paz amado, vim a esse site para buscar informações sobre a mulher do fluxo de sangue e me deparei com um estudo simples, direto e profundo sobre esse tema.
    Me parece que o irmão ministra cursos de teologia( cursos biblicos) é isso? se for como faço para ter mais informações sobre tais cursos?

  5. Mirian disse:

    Boa noite. Gostei muito do estudo. Vi que o senhor se formou numa Universidade israelense. Gostaria de saber sobre isso. Tenho muito interesse em estudar com profundidade sobre a raiz e linguagem bíblica

  6. Marleny disse:

    Me apaixonei por ver esses nomes em hebraico , esse é o meu sonho aprender hebraico e haramaico

  7. Fabio disse:

    Ótima passagem e muito Boa a explicação

  8. Fabio disse:

    Onde encontro na biblia q o nome da mulher era miriam

  9. Emanoel correria Dos Santos disse:

    oi beção gostaria de estudar HEBRAICO considero importantíssimo como faço

  10. Ingride de oliveira disse:

    Gostei muito parabéns pelo estudo até me interessei por conhece o hebraico

  11. Altemar Fernandes disse:

    Uma benção…

  12. Denise carvalho disse:

    Essa forma de ter abordado essa história da Bíblia realmente foi ótima,e de fato é verdade sobre a impureza espiritual,até mesmo em nossos dias.
    Eu gostaria que enviassem essa abordagem dessa história para meu e-mail([email protected]),ou se preferir pelo zap((91)98054-9619).

  13. Sabino disse:

    Não consegui entender a hermenêutica do texto de Levítico 15, me parece claro lá que a questão da impureza do fluxo, tem haver com o cotidiano e não apenas na ida ao templo!
    Confesso que achei maravilhoso a ideia exegética de entender como explicado no artigo!
    Como fiz a minha inscrição para o curso de hebraico, gostaria de um entendimento melhor sobre as afirmações do artigo acima

  14. Carlos S. Tomo disse:

    Saudo aos Amados na Graça e Paz, Gostei deste estudo em particular, gostaria de puder compartilhar a vossa experiencia. Estou a levantar um ministerio em Moçambique, Provincia de Tete concretamente na Vila mineira de Moatize

  15. Francisco Ivan da Silva disse:

    louvado seja Deus na sua vida israel silva
    gosto muito do seus estudos

  16. Denise Aparecida Silva Cardoso disse:

    Muito bom amo estudar a Bíblia mais tenho dificuldades em aprender sozinha, gostei muito do estudo

  17. Jonathan disse:

    tremendo, glórias a Deus!