Bem-Aventuranças Israel Silva

Bem Aventurados os Puros de Coração | Estudo Bíblico

Bem Aventurados os Puros de Coração | Estudo Bíblico

Continuando a nossa série de estudos bíblicos sobre as bem-aventuranças, chegamos ao versículo de Mateus 5:8, “bem aventurados os puros de coração…”. Já abordamos outros temas semelhantes, como “os pobres de espírito“, “os mansos“, “os misericordiosos“, e “os que choram“.

E conforme fizemos nos esboços anteriores, vamos procurar entender quem são os puros de coração, e o que significa ser puro de coração. Mas antes, vamos fazer a leitura bíblica do estudo de hoje:

Bem-aventurados os puros de coração, porque eles verão a Deus;
Mateus 5:8

Quem são os puros de coração?

Antes de responder essa pergunta, vale apena esclarecer que esta bem aventurança de Jesus foi exclamada no sermão da montanha, e é uma alusão resumida do texto do livro dos Salmos 24:3-4:

Quem subirá ao monte do Senhor, ou quem estará no seu lugar santo?
Aquele que é limpo de mãos e puro de coração
Salmos 24:3,4

Como pudemos ver, Jesus estava fazendo uma ligação de Suas palavras ao Salmos 24:3-4. E daí que podemos nos perguntar, por qual motivo o Mestre queria trazer esse Salmos à baila?

O que o Salmos 24 poderia nos revelar sobre a natureza dos puros de coração?

O que significa ser puro de coração?

Vamos ver uma imagem abaixo, que traz o texto do Salmos 24, no seu original em Hebraico, para podemos compreender porque são bem aventurados os puros de coração.

salmos 24:4 em hebraico, puro de coração

Neqiy chappayim uvar levav – Limpo de mãos e puro de coração. “Bem aventurados os puros de coração”.

Ocorre que a primeira palavra do verso citado é “neqiy”, que está no estado chamado de construto do Hebraico, traduzido como “limpo de…[mãos]”.

A forma raiz dessa palavra é o termo נָקִי “naqiy”, que também significa “livre de culpa”, “liberado da punição”.

A palavra mais interessante, e que vai completar o sentido da nossa explicação, vem logo em seguida, e é o substantivo “mãos” […limpo de mãos…].

Mãos em Hebraico é o termo ידיים “yadayim”, e naturalmente esse é o substantivo que se esperava encontrar nesse Salmo. Porém a palavra usada foi o termo כַפַּיִם “chapayim” (lê-se rapáim), que significa “palmas das mãos”.

Foi através das palmas das mãos perfuradas de Jesus no madeiro, pendurando-o na cruz, no lugar chamado Gólgota ou monte Calvário, que nos veio a purificação dos pecados.

Aquelas eram as mãos “limpas”, “puras”, porque Ele nunca pecou, e por intermédio das Suas dores, da perfuração de Suas mãos, nós também nos tornamos bem aventurados – “limpos de mão de puros de coração”.

Por meio do Seu sangue somos feitos “livres de toda culpa e da punição”, do julgamento do último dia!

Depois disse a Tomé: Põe aqui o teu dedo, e vê as minhas mãos
João 20:27

Bem aventurados os puros de coração

É igualmente rico de significados a parte que diz, “bem aventurados os puros de coração” em Hebraico. Veja também a imagem abaixo.

bem aventurados os puros de coração em hebraico

Ashrey hatehoriym bilvavam ki hem yirú et haelohim.

Os puros, aqui é a palavra הַטְּהוֹרִים “hatehoriym”. Desde o princípio, o Eterno estabeleceu o conceito de “pureza”, e “impureza” cerimonial. Havia situações que poderiam deixar uma pessoa cerimonialmente impura, como no caso de tocar em um morto, por exemplo.

As consequências de “estar cerimonialmente impuro”, era que nesse estado não se podia subir ao Templo de Jerusalém para oferecer uma oferta ao Senhor.

Recomendo a leitura do nosso estudo “a mulher do fluxo de sangue“, onde entramos com mais detalhes nesse tema.

Mas, em uma explicação mais básica e resumida, com exceção de algumas doenças que exigiam o isolamento do enfermo, como no caso dos dez leprosos, não havia grandes consequências advindas da impureza cerimonial.

Inclusive, o tanque de Betesda e o tanque de Siloé foram construídos, e passaram a ter a finalidade de ajudar aos Judeus/Hebreus que desejassem subir ao Templo, pois a impureza era resolvida por meio da lavagem do corpo em água.

Em fim, na época de Jesus dava-se muita importância para uma impureza que saía com água, ou seja, uma impureza que era meramente higiênica.

Jesus sofreu com os debates com os ultra-ortodoxos da época, que davam valor excessivo à pureza física e higiênica, enquanto que negligenciavam a pureza espiritual.

Por isso o Mestre ensinava que são bem aventurados os puros de coração, pois a pureza de coração é a pureza espiritual. E essa pureza só pode ser alcançada por meio das “mãos limpas”, e perfuradas na cruz.

Há também que se negar a si mesmo e receber um novo coração, pelas mãos do Mestre, pois o coração humano é naturalmente impuro:

Mas, o que sai da boca, procede do coração, e isso contamina o homem.

Porque do coração procedem os maus pensamentos, mortes, adultérios, fornicação, furtos, falsos testemunhos e blasfêmias.

São estas coisas que contaminam o homem; mas comer sem lavar as mãos, isso não contamina o homem.
Mateus 15:18-20

Porque eles verão a Deus

Na segunda parte do verso de Mateus 5:8, há uma maravilhosa revelação da natureza divina de Jesus. O versículo diz, “porque eles verão a Deus“.

A palavra usada em Hebraico, e traduzida como “Deus“, é אֱלֹהִיםElohiym” . Poderíamos deixar essa palavra no original, para podermos fazer uma consideração.

Então teríamos a tradução, “porque eles verão Elohiym“.

Agora compare esse verso, com o texto de João 1:1:

No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus.
João 1:1

Assim, vemos que João se refere a Jesus como “o Verbo”. E completa afirmando que “o Verbo era Deus”, ou seja, que Jesus era Deus.

Agora veja essa mesma parte, que acabei de citar, no original em Hebraico:

João 1:1 em Hebraico, no princípio era o verbo

João 1:1 em Hebraico, No princípio era a palavra, e aquela palavra estava em Deus, e Deus era aquela palavra. Bereshit haya hadavar, vehú hadavar haya etzel haelohim, velohim haya hú hadavar.

Ocorre que a última parte de João 1:1, é “e o Verbo era Elohiym“. Ou seja, Jesus é Elohiym!

E se os os puros de coração “verão a Elohiym“, isso quer dizer que eles verão a Jesus!

Bem aventurados os puros de coração, porque eles verão a Jesus – isso porque Jesus é o Eterno!

Essa é a revelação, e toda a língua confessará que Jesus é o Eterno!

Sobre o autor | Website

Formado em Hebraico Bíblico, Geografia Bíblica, Novo Testamento, e Estudos do Apocalipse; é Especialista em Estudos da Bíblia, certificado pelo Institute of Biblical Studies da Universidade Hebraica de Jerusalém.

Receba Estudos Bíblicos Diretamente no Seu Email! É Grátis!

100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

3 Comentários

  1. Higo Bruno disse:

    muito bom, aprendi mais um poquinho sobre as escrituras… parabéns, continue assim irmão, abraço forte, vou ver se retorno a estudar o hebraico, tava um pouco sem tempo, mas muito bom as aulas também.

  2. *uebson sidade santa disse:

    eu gostei muito vó recomenda parabéns

  3. Deisemar krauss disse:

    Muito bom mesmo edificante.um forte abraço a vocês.