milagres Israel Silva

A CURA DO PARALÍTICO DE CAFARNAUM | ESTUDO BÍBLICO

A CURA DO PARALÍTICO DE CAFARNAUM | ESTUDO BÍBLICO

A cura do paralítico de Cafarnaum é uma das histórias mais importantes da vida de Jesus Cristo, pois é uma passagem reveladora da natureza divina do Mestre, e da compaixão que Ele sentia daqueles que sofriam de enfermidades, como o paralítico de Cafarnaum.

Jesus também demonstrou que era profundamente tocado, no Seu coração, por atitudes de fé, como foi a dos quatro amigos que desceram o paralítico pelo telhado.

Essa passagem está registrada nos versos dos Evangelhos de Lucas 5:17-26; e Marcos 2:1-12.

Pregando em Cafarnaum

E alguns dias depois entrou outra vez em Cafarnaum, e soube-se que estava em casa.

E logo se ajuntaram tantos, que nem ainda nos lugares junto à porta cabiam; e anunciava-lhes a palavra.
Marcos 2:1,2

Essa passagem é tão especial, que os significados já começam a aparecer apenas olhando com atenção para nome do lugar onde ocorreu. Foi na cidade de Cafarnaum, que ficava na província da Galileia, no norte de Israel.

Cafarnaum, em Hebraico é כְּפַר נַחוּם Kfar Nahum, Aldeia de Naum. No original do Evangelho de Marcos, vemos que Jesus voltou para a cidade de Cafarnaum.

O interessante de se ler esse verso 2:1 em Hebraico, é que a mesma raiz das palavras pode significar que Jesus, “voltou a entrar em Cafarnaum”, ou que Jesus, “voltou a entrar para perdoar e consolar“.

  • Isso porque a palavra לִכְפַר “lichpar” (lê-se lirpar), significa “para a aldeia”, mas tem a mesma forma escrita de “para perdoar“;
  • E a palavra נַחוּם nachum (lê-se narrúm), significa “conforto”, ou “consolação”. A raiz é a mesma do nome de Noé, e do “repouso” da pomba no batismo de Jesus.

O Paralítico de Cafarnaum é Trazido Por Quatro Amigos

E foi justamente o que aconteceu nesta história, que começa com quatro amigos de fé, que ao ouvirem que Jesus estava em uma casa, decidiram que levariam o paralítico até a presença do Mestre.

E eis que uns homens transportaram numa cama um homem que estava paralítico, e procuravam fazê-lo entrar e pô-lo diante dele.
Lucas 5:18

Mas era um grande desafio chegar até Jesus, pois o texto nos informa que havia uma grande multidão, tantas pessoas, na frente e ao redor, que estavam a bloquear tanto a passagem, quanto a entrada da casa.

Os quatro homens que carregavam o paralítico de Cafarnaum, entenderam que muitas vezes, para se chegar ao Mestre, há obstáculos que podem surgir, e esses obstáculos são um tipo de provação da fé.

É preciso ter fé e ação para superá-los. E o esforço deles foi recompensado.

Uma Multidão, Muitos Incrédulos

A narrativa desta passagem nos mostra uma fato que acontece até hoje, quando se trata de uma reunião em torno de Jesus.

Especialmente com o nosso Mestre, sempre havia muita gente nos locais em que estava. Normalmente essas pessoas buscavam ver sinais e prodígios.

Não que isso seja errado, afinal, Jesus tinha mesmo o poder de curar e libertar todos aqueles que lhe suplicavam.

O problema dessas reuniões era justamente a falta de fé, e a presença por mera curiosidade. Muitos queriam tocá-lo, como fez a mulher do fluxo de sangue. Veja como é interessante esse verso abaixo:

estavam ali assentados fariseus e doutores da lei, que tinham vindo de todas as aldeias da Galiléia, e da Judéia, e de Jerusalém. E a virtude do Senhor estava ali para os curar.
Lucas 5:17

O Evangelho de Lucas é claro em dizer que Jesus ensinava a palavra (pois Ele era o verbo de Deus), e a virtude do Senhor estava ali para os curar. Mas veja que nenhuma cura foi realizada até aquele momento.

Por quê?

Porque os homens que estavam naquela casa eram parte de um grupo ultra-religioso, extremistas (raça de víboras – Fariseus e doutores da lei), que procuravam ver algo de Jesus por mero ato de investigação.

Eles tinham dúvida, não acreditavam Nele e muito menos entendiam a Sua pregação.

O Paralítico de Cafarnaum é Baixado Pelo Telhado

jesus cura o paralítico de cafarnaum

O Paralítico de Cafarnaum é Perdoado e Curado.


Mas se eles tinham dúvidas, os quatro amigos do paralítico de Cafarnaum tinham a certeza.

É a confiança, a fé que desenvolveram, pois já tinham ouvido falar de Jesus, porque a fama do Mestre correu por toda aquela região, subindo até as partes da Fenícia (o Líbano), e para toda a Síria também.

Eles ouviram e a fé se desenvolve nesse ambiente do ouvir e do acreditar na palavra. A fé nasce de uma pequena semente plantada no coração humano.

Se esse coração for um solo bom, humilde, quebrantado, temente a Deus, com certeza brotará regada pelas águas do Espírito de Deus.

De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus.
Romanos 10:17

Foi por causa dessa certeza que os quatro amigos buscaram superar as dificuldades circunstanciais que se apresentavam diante deles, venceram a provação e colocaram o paralítico de Cafarnaum diante daquele que tudo podia fazer.

Certamente esses homens fazem parte da galeria dos heróis da fé, como o Centurião de Cafarnaum e a mulher do fluxo de sangue.

E, não achando por onde o pudessem levar, por causa da multidão, subiram ao telhado, e por entre as telhas o baixaram com a cama, até ao meio, diante de Jesus.
Lucas 5:19

Os Teus Pecados Te São Perdoados

E Jesus, vendo a fé deles, disse ao paralítico: Filho, perdoados estão os teus pecados.
Marcos 2:5

Realmente, a fé é o firme fundamento que nos conduz ao Salvador. Jesus não deixou de reconhecer a fé dos homens que trouxeram o paralítico de Cafarnaum a Sua presença. E foi pela fé deles que Jesus o perdoou.

O Mestre perdoou os pecados.

Por que primeiro perdoar os pecados, para somente depois curar? Por que ninguém sabe o que levou aquele homem de Cafarnaum a ficar paralítico!

Quanta coisa na vida tem o potencial para nos fazer paralisar! Quantos sentimentos de raiva, ódio, desgosto, depressão, tem o poder de nos tornar doentes.

A mágoa guardada por muito tempo é como um câncer que vai nos corroendo. Muitos desistem da vida!

Há também aquelas pessoas que eram boas pessoas, que ajudavam ao próximo, mas que algo aconteceu, alguma maldade foi feita e ela cedeu ao sentimento de vingança, mas após a vingança se tornou doente.

Enfim, ninguém sabe o que o paralítico de Cafarnaum guardava dentro de si mesmo. Mas Jesus sabia!

E era algo que precisava de perdão, de libertação, para o esquecimento, para a superação desse passado que ninguém precisava ficar sabendo. Era algo entre ele e Deus somente.

Só Deus Perdoa Pecados

Jesus mal tinha terminado de tratar dos sentimentos do homem paralítico, e os religiosos extremistas já começavam, em seus corações, na sede dos seus pensamentos, a dar expansão a toda sorte de dúvidas que eles carregavam em si.

E estavam ali assentados alguns dos escribas, que arrazoavam em seus corações, dizendo:
Por que diz este assim blasfêmias? Quem pode perdoar pecados, senão Deus?
Marcos 2:6,7

O interessante, é que eles estavam certos naquela pergunta. Somente Deus perdoa pecados.

É por isso que Jesus, quando disse ao paralítico de Cafarnaum, “perdoados estão os teus pecados”, Ele usa os termos בְּנִי נִסְלְחוּ לְךָ חֲטָאֶיךָ “beny nislechu lecha chataecha” (lê-se “bení nislerrú lerrá rataêrra”), “meu filho, os teus pecados foram perdoados“.

Parece redundante essa tradução, mas o que quero mostrar é que Jesus usa em Hebraico, um verbo que somente é usado para Deus.

O verbo סָלַח “Salach” (lê-se “salar”) é encontrado quarenta e oito vezes no Antigo Testamento, e foi usado apenas para se referir ao perdão divino.

É uma palavra usada somente para Deus. Nenhum homem ousou usar este verbo “perdoar”. Quando Jesus utilizou desta palavra, estava se declarando Deus.

O texto prossegue dizendo que o Mestre sabia que os doutores da lei estavam arrazoando nos seus corações. E que Jesus se volta para eles e revela o que estavam pensando:

E Jesus, conhecendo logo em seu espírito que assim arrazoavam entre si, lhes disse: Por que arrazoais sobre estas coisas em vossos corações?
Marcos 2:8

Novamente, ao dizer o que sabia o que se passava nos corações dos homens de Cafarnaum, Jesus estava se identificando como o Deus de Israel, porque somente Deus conhece o que vai no coração humano:

Ouve tu então nos céus, assento da tua habitação, e perdoa, e age, e dá a cada um conforme a todos os seus caminhos, e segundo vires o seu coração, porque só tu conheces o coração de todos os filhos dos homens.
1 Reis 8:39

Jesus é Deus

E se alguém ainda tinha alguma dúvida sobre a identidade daquele em cuja presença eles se encontravam, Jesus toma uma ação para acabar com ela de uma vez por todas.

O filho do homem tem o poder de perdoar pecados, porque Jesus é Deus, é o verbo que se fez carne.

Ora, para que saibais que o Filho do homem tem na terra poder para perdoar pecados (disse ao paralítico),
A ti te digo: Levanta-te, toma o teu leito, e vai para tua casa.
Marcos 2:10,11

Ele curou o paralítico de Cafarnaum, e ainda mais importante, Ele perdoou os pecados, provando que era e que é Deus. E foi glorificado naquele dia, que ficou marcado na história de Israel.

Nenhum deles resistiu ficar calado, pois a glória do Senhor Jesus foi manifestada naquele dia, diante dos olhos de todos, para acabar com a dúvida de quem Ele era.

E levantou-se e, tomando logo o leito, saiu em presença de todos, de sorte que todos se admiraram e glorificaram a Deus, dizendo: Nunca tal vimos.
Marcos 2:12

Sobre o autor | Website

Formado em Hebraico Bíblico, Geografia Bíblica, Novo Testamento, e Estudos do Apocalipse; é Especialista em Estudos da Bíblia, certificado pelo Institute of Biblical Studies da Universidade Hebraica de Jerusalém.

Receba Estudos Bíblicos Diretamente no Seu Email! É Grátis!

100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

4 Comentários

  1. Samuel Santos disse:

    Louvado seja o nome de Jesus

  2. Rose disse:

    Fui edificada. MUITO BOM!

  3. Cleotom Reis disse:

    Aqueles doutores da lei

    Estavam em uma situação de paralisia pior quê aquele homem da maca

    Ele foi curado da paralisia da carne e da paralisia da alma.
    Jesus é maravilhoso.