Bem-Aventuranças Israel Silva

Bem Aventurados Sois Quando por Minha Causa Vos Injuriarem

Bem Aventurados Sois Quando por Minha Causa Vos Injuriarem

Quando iniciamos o estudo das bem-aventuranças, vimos que elas foram inteligentemente “organizadas”/declaradas por Jesus em número de dez exclamações, fazendo par com os dez mandamentos.

Por isso, até o último estudo, “bem-aventurados os pacificadores“, nós vinhamos abordando cada uma das bem-aventuranças, em esboços separados.

Entretanto, proponho que estudemos as últimas três bem-aventuranças de forma conjunta, pois nos beneficiaríamos muito ao poder descortinar a forma poética magistral com que foram proferidas por Jesus.

Elas mostram a indescritível inteligência do Mestre, pois é incrivelmente difícil proferir palavras com tal nível de organização e planejamento poético. Acompanhe conosco este estudo cujo tema é “bem aventurados sois quando por minha causa vos injuriarem“.

A perseguição por causa da justiça

Bem-aventurados os que sofrem perseguição por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus;

Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem e, mentindo, disserem todo o mal contra vós por minha causa.

Exultai e alegrai-vos, porque é grande o vosso galardão nos céus; porque assim perseguiram os profetas que foram antes de vós.

Mateus 5:10-12

Enquanto que em Hebraico, o texto do Evangelho de Mateus 5:3-10 foi escrito com o emprego de palavras sinônimas, chamadas de paralelismo poético, os últimos três versos, 5:10-12, tem uma estrutura ainda mais refinada.

Neste ponto, Jesus usou de um recurso da poesia hebraica chamada de quiasmo, onde os termos sinônimos são repetidos de forma cruzada, deixando a ideia principal no centro do quiasmo, conforme a estrutura abaixo que reproduzo do site https://conceito.de/quiasmo

A estruturação do quiasmo pode entender-se sob a forma de enumeração, na qual os elementos se repetem em ordem invertida: 1-2-3-3-2-1. Vejamos como se desenvolve o quiasmo com um exemplo.

1: Acordei. / 2. Peguei num livro. / 3. Comecei a ler. / 3. Acabei de ler. / 2. Deixei o livro. / 1. Adormeci.

Em Hebraico esta estrutura é bem mais aparente e mais fácil de identificar. Vou tentar reproduzir em Português, “para nossa alegria”, hehehe:

Mateus 5:10-12 na estrutura poética do Quiasmo:

[1] Bem-aventurados os que sofrem perseguição por causa da justiça

[2] porque deles é o reino dos céus;

[3] Bem-aventurados sois vós

[4] quando vos injuriarem

[5] e perseguirem

[4] e, mentindo, disserem todo o mal contra vós por minha causa

[3] Exultai e alegrai-vos

[2] porque é grande o vosso galardão nos céus

[1] porque assim perseguiram os profetas que foram antes de vós

Veja se você consegue notar que as sentenças com números iguais se correspondem em significados. O ponto central, nº 5, traz a ideia central de que o Mestre falava – a perseguição.

Tanto os pontos finais [1], como o ponto central enfatizam a perseguição por causa da justiça.

E como vimos nos primeiros estudos dessa série, as bem-aventuranças são um comentário abreviado do capítulo 66 do livro do Profeta Isaías.

Esses versos de Mateus 5:10-12, correspondem a Isaías 66:5, que diz assim:

Ouvi a palavra do Senhor, os que tremeis da sua palavra. Vossos irmãos, que vos odeiam e que para longe vos lançam por amor do meu nome, dizem: Seja glorificado o Senhor, para que vejamos a vossa alegria; mas eles serão confundidos.

Isaías 66:5

Portanto, não é de se admirar que aqueles que buscam cumprir os mandamentos do Eterno serão injuriados, difamados e perseguidos. Isto já estava profetizado.

Ocorre que os homens querem viver segundo os seus desejos carnais, conforme a vontade de seus próprios corações, sem levar em conta a vontade de Deus.

E quando percebem que há alguém que vive uma vida de renúncia de sua própria vontade, e vive para cumprir a vontade do Criador, eles se enchem de ódio e inveja.

Isso porque o cumprimento dos mandamentos é algo que irradia, e ilumina ao derredor. Mas essa luz acaba por revelar as más obras dos que não aceitam e não praticam a verdade.

E a condenação é esta: Que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz, porque as suas obras eram más.

Porque todo aquele que faz o mal odeia a luz, e não vem para a luz, para que as suas obras não sejam reprovadas.

Mas quem pratica a verdade vem para a luz, a fim de que as suas obras sejam manifestas, porque são feitas em Deus.

João 3:19-21

Sobre o autor | Website

Formado em Hebraico Bíblico, Geografia Bíblica, Novo Testamento, e Estudos do Apocalipse; é Especialista em Estudos da Bíblia, certificado pelo Institute of Biblical Studies da Universidade Hebraica de Jerusalém.

Receba Estudos Bíblicos Diretamente no Seu Email! É Grátis!

100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!