Nascimento de Jesus Israel Silva

Um menino nos nasceu, o Maravilhoso Conselheiro

Um menino nos nasceu,  o Maravilhoso Conselheiro

“Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz.” Isaías 9:6

Sem dúvidas, esse verso do livro do Profeta Isaías é um dos mais lindos de toda a Bíblia sagrada. E tem revelações fortíssimas a cerca da identidade do Messias, o Cristo. Todas essas descrições sobre este “menino”, são atributos divinos.

Por isso, gostaria de examinar cada um desses atributos do Messias de Israel, tendo o auxílio da língua original, o Hebraico Bíblico. Vamos mergulhar em porções mais profundas da palavra de Deus. Mas não se preocupe com o Hebraico, pois este Estudo Bíblico será algo bem claro e fácil de entender.

Um Menino nos Nasceu

Logo no início do verso 6, encontramos as palavras בֵּן נִתַּן-לָנוּ , um filho foi dado a nós.

נִתַּן (nittan): Significa “foi dado” – um verbo da construção (binyan) Nif’al, que está na voz passiva, na terceira pessoa do singular masculino.

O texto de Isaías 9:6 começa com “Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deus”. Veja que tanto o original hebraico, quanto a tradução está na voz passiva do verbo. Ou seja, o filho foi dado – alguém deu o filho – foi um presente, um ato de doação.

E o Evangelho de João no capitulo 3:16 completa a profecia de Isaías, revelando quem havia dado o menino, o filho de Deus, o Príncipe e Rei de Israel:

Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu único Filho, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. João 3:16

O Principado Está Sobre os Seus Ombros

הַמִּשְׂרָה (ha-misrah): Está acompanhado de um artigo definido, ou seja é um nome definido. Esse substantivo é derivado inclusive da palavra que vem em seguida שָׂרַר (sarar), que significa “reinar, governar”. A tradução mais adequada seria o reino, ou o governo está sobre Seus ombros.

E esse reino é o Malchut haShamayim, do qual falou Jesus, o Reino dos Céus que Ele traz sobre si mesmo. É um reino de arrependimento:

Desde então começou Jesus a pregar, e a dizer: Arrependei-vos, porque é chegado o reino dos céus. Mateus 4:17

Além disso, o local onde Jesus nasceu é a cidade de Belém da Judéia, a mesma cidade do rei Davi. E Ele é filho de Davi, como prova a genealogia de Jesus, que Ele é o herdeiro do trono, é o legítimo rei de Israel.

Um Menino nos Nasceu. Isaías 9:6-7

E Chamará o Seu Nome Maravilhoso Conselheiro

Maravilhoso vem da palavra פֶּלֶא (pelê), que quer dizer “maravilha”, ou “milagre”. Diversos personagens bíblicos aprenderam que o nome do Eterno Deus é Maravilhoso.

E o anjo do Senhor lhe disse: Por que perguntas assim pelo meu nome, visto que é maravilhoso? Juízes 13:18

E disse Manoá à sua mulher: Certamente morreremos, porquanto temos visto a Deus. Juízes 13:22

Maravilhoso significa “aquele que é cheio de maravilhas, que faz maravilhas”. Essa é uma excelente revelação sobre a natureza divina do “menino que nos nasceu, do filho que se nos deu”, pois é o mesmo que já fez e que faz “maravilhas”:

Ó Senhor, quem é como tu entre os deuses? Quem é como tu glorificado em santidade, admirável em louvores, realizando maravilhas? Êxodo 15:11

Seu Nome será também chamado Maravilhoso Conselheiro, porque conselho e sabedoria andam juntas. Somente um sábio pode dar conselhos. E Ele é a sabedoria que o mundo não conheceu, pois essa sabedoria é loucura para os que não creem.

Visto como na sabedoria de Deus o mundo não conheceu a Deus pela sua sabedoria, aprouve a Deus salvar os crentes pela loucura da pregação. 1 Coríntios 1:21

Deus Forte, Pai da Eternidade

Aqui os termos são אֵל גִּבּוֹר El Gibor, “Deus forte”, e אֲבִיעַד Avi-Ad, “Meu pai da eternidade”. Porque como temos procurado demonstrar nos estudos bíblicos sobre o nascimento de Jesus, que o Messias, o Cristo é o Eterno Deus que se fez carne. Jesus é o “Deus forte”, o “Meu pai da eternidade”.

A natureza de Jesus é Eterna:

Disse-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que antes que Abraão existisse, eu sou. João 8:58

Príncipe da Paz

Aqui temos as palavras שַׂר שָׁלוֹם Sar Shalom, que podem ser traduzidas como “Principe da Paz”, ou “Rei da Paz”. O Seu reino é um reino de paz.

Do aumento deste principado e da paz não haverá fim, sobre o trono de Davi e no seu reino, para o firmar e o fortificar com juízo e com justiça, desde agora e para sempre; o zelo do Senhor dos Exércitos fará isto. Isaías 9:7

A paz do Seu reino não terá fim, e nós somos representantes desse reino, portanto, a paz tem que ser uma das características de um verdadeiro discípulo de Jesus.

Bem-aventurados os pacificadores, porque eles serão chamados filhos de Deus; Mateus 5:9

Isaías 9:6 e o Rei Ezequias

Uma leitura alternativa para o nome do menino de Isaías 9:6 é: “O Deus poderoso, Pai até a eternidade e Príncipe da Paz está planejando uma maravilha”.

Em outras palavras, o nome da criança é uma frase completa que descreve uma obra milagrosa da parte de Deus . Isso pode ser um problema para aqueles que desejam atribuir este versículo como sendo exclusivamente sobre o Messias, uma vez que apoia a visão judaica ortodoxa (anti-missionária) de que esse texto é sobre o rei Ezequias e a libertação milagrosa de Deus, sobre os exércitos de Senaqueribe (rei da Assíria).

Como os textos bíblicos não possuem apenas um (01) nível de interpretação (na verdade são quatro níveis, do sistema PaRDeS), eu entendo que seja ambos. Ou seja, deve ter tido algum significado e aplicação imediata e relevante para aqueles que ouviram pela primeira vez a profecia naquele dia, caso contrário, qual seria o objetivo?

Mas em um nível mais profundo, essa profecia fala sim do nascimento de Jesus, o nosso Deus forte, Príncipe da paz, pois a profecia exige que o reino desse Príncipe seja eterno:

Do aumento deste principado e da paz não haverá fim, sobre o trono de Davi e no seu reino, para o firmar e o fortificar com juízo e com justiça, desde agora e para sempre; o zelo do Senhor dos Exércitos fará isto. Isaías 9:7

Dele testemunhou João Batista, “Ele, o que vem depois de mim, tem a excelência, porquanto já existia antes de mim”.

Sobre o autor | Website

Formado em Hebraico Bíblico, Geografia Bíblica, Novo Testamento, e Estudos do Apocalipse; é Especialista em Estudos da Bíblia, certificado pelo Institute of Biblical Studies da Universidade Hebraica de Jerusalém.

Receba Estudos e Pregações Evangélicas Diretamente no Seu Email! É Grátis!

100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!