O Verdadeiro Significado do Natal para Cristãos e Evangélicos

Chegou dezembro e com isso todas as alegrias do Natal. Mas qual é o verdadeiro significado do Natal? São os presentes debaixo da árvore, as luzes nas janelas, os cartões de natal, jantares com familiares e amigos (peru de natal?), meias penduradas na sala de estar e gritos de “Feliz Natal” para aqueles que passam nas ruas? Isso é verdadeiramente o Natal?

Por outro lado, para muitas pessoas, o Natal é um momento de tristeza. Eles não têm dinheiro extra para comprar presentes para seus filhos, familiares e amigos.

Muitos estão entristecidos na época do Natal quando pensam em seus entes queridos que não poderão voltar para casa por várias razões. Muitos estão doentes e internados em hospitais.

No entanto, o Natal pode ser uma estação de grande alegria. É um tempo em que Deus mostra o Seu grande amor por nós. Pode ser um momento de cura e de força renovada. O Natal é quando celebramos o nascimento de Cristo.

Deus enviou seu filho, Jesus, ao mundo. Seu nascimento trouxe grande alegria! Os pastores de Belém, os três reis magos e anjos compartilharam a emoção de conhecer o Salvador. Eles sabiam que este não era um bebê comum.

Os profetas haviam falado sobre Ele, centenas de anos antes. A estrela de Belém foi enviada apenas para marcar o caminho para aqueles que estavam procurando por essa criança especial.

O Evangelista Lucas descreve os eventos que seguiram este acontecimento magnífico:

E o anjo lhes disse: Não temais, porque eis aqui vos trago novas de grande alegria, que será para todo o povo:

Pois, na cidade de Davi, vos nasceu hoje o Salvador, que é Cristo, o Senhor.E isto vos será por sinal: Achareis o menino envolto em panos, e deitado numa manjedoura.

E, no mesmo instante, apareceu com o anjo uma multidão dos exércitos celestiais, louvando a Deus, e dizendo:

Glória a Deus nas alturas, Paz na terra, boa vontade para com os homens.
Lucas 2:10-14

O Verdadeiro Significado do Natal

Por que o Natal? Por que Deus enviou Seu filho a este mundo? Ele nos enviou Jesus para que um dia, Ele crescesse e se tornasse a parte mais importante da história da humanidade. Sua vida em verdade e amor trouxe salvação e esperança a todos nós. Sem Jesus, morreríamos em nossos pecados.

Jesus nasceu para pagar o preço exigido por Deus, para que pudéssemos ser perdoados. A Bíblia diz que todos pecaram. Todos nós nascemos com uma natureza pecaminosa. Fazemos coisas que não agradam a Deus. Através dos pecados de Adão e Eva, todos nós herdamos essa natureza inclinada ao mal.

Precisamos que isso seja controlado. O único caminho é através de Jesus. Jesus veio para que Ele pudesse morrer na cruz por nossos pecados. Se acreditarmos que Jesus morreu em nosso lugar, podemos pedir que Ele venha ao nosso coração e nos perdoe.

Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça.
1 João 1:9

Nós podemos realmente ser felizes no Natal! Não importa o que aconteça, podemos saber que somos os Seus filhos. Nós nos tornamos filhos e filhas de Deus.

Olhe para o Natal de uma maneira nova este ano! Este é o ano para convidar Jesus para o seu coração. Você terá então um “Feliz Natal”. A alegria e a paz que você receberá durarão por todo o ano.

O verdadeiro sentido do natal é este: Deus se tornou homem, para pagar o preço da salvação do mundo!

O sentido do Natal não é receber presentes.

É Correto Comemorar o Natal?

Atualmente é crescente o número de Cristãos que tem questionado se é correto ou não a comemoração do nascimento de Jesus. Há muitos estudiosos que inclusive tentam desqualificar a tradição Cristã, de que Jesus tenha nascido em 25 de dezembro.

Se você também tem essa dúvida, sugiro ler este estudo bíblico que publicamos no nosso site, e que mostra como a tradição Cristã está correta neste caso (clique aqui).

Ao ler o nosso estudo citado acima, você verá que Jesus provavelmente nasceu sim em 25 de Dezembro. E veja, se costumava haver uma festa pagã nesta data, ela não ocorre mais. Não é porque há milênios atrás, quando o mundo andava em densas trevas, as pessoas idolatravam árvores e enfeites, que nós temos que fazer o mesmo.

O Natal é o nascimento de Jesus! É quando Deus se fez homem para nos salvar! Os anjos comemoraram! Os pastores e os reis magos, vindos de uma terra longínqua, trouxeram presentes para o Salvador! Foi uma verdadeira festa!

Este é o evento mais esperado da história da humanidade! Todos os profetas da bíblia falaram sobre esse dia, e o próprio Jesus afirmou isso:

Examinais as Escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam;
João 5:39

Portanto, não perca a oportunidade de falar desse amor de Deus, pois esse é o verdadeiro sentido do Natal!

Deus em uma Manjedoura

O Natal fala sobre a divindade do Salvador. O humilde nascimento de Jesus Cristo nunca teve como objetivo esconder que Deus nasceu neste mundo.

Não creio que alguém possa imaginar o significado de Deus ter nascido em uma manjedoura. Como se explica o Todo Poderoso se tornar uma pequena criança? Nossas mentes não podem entender como o Eterno pôde se fazer homem. Isso é um estrondoso milagre!

O maior milagre de todos!

Ninguém pode explicar como Deus se tornou um bebê. Isso é realmente maravilhoso! No entanto, Ele se fez como um de nós, sem abandonar a Sua natureza divina. E Ele nasceu em nosso mundo como um bebezinho. Imagine quão maravilhoso foi este nascimento!

Jesus era totalmente humano, com todas as necessidades e emoções que são comuns a todos nós. No entanto, Ele também era totalmente Deus.

O Natal Significa que Jesus é Deus

Nestes dois mil anos de história, tem crescido o debate sobre quem Jesus realmente é. Cristãos e céticos ofereceram várias explicações. Alguns dirão que Jesus é um dos muitos deuses, ou um ser criado, um anjo, um bom professor, um profeta, e assim por diante.

O fio comum de todas essas teorias é que eles fazem Jesus menor do que Deus. Mas a evidência bíblica é avassaladora de que este filho na manjedoura era a própria encarnação do Deus vivo.

Uma passagem em particular, escrita pelo apóstolo Paulo, capta a essência da natureza divina de Jesus e sublinha as verdades que tornam o Natal verdadeiramente maravilhoso.

O qual é imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação;
Porque nele foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades. Tudo foi criado por ele e para ele.
Colossenses 1:15,16

Paulo estava escrevendo aos cristãos que estavam em Colossos. A cidade sofria a influência do que veio a ser conhecido como gnosticismo. Seus adeptos se imaginavam os únicos que tinham acesso à verdade, o que acreditavam ser tão complexa que as pessoas comuns não podiam conhecê-la.

Entre outras coisas, eles ensinavam o dualismo filosóficoa ideia de que a matéria é má e o espírito é bom. Eles acreditavam que, porque Deus é espírito, Ele é bom, mas Ele nunca poderia tocar a matéria, que é má.

Portanto, eles também concluíram que Deus não poderia ser o criador do universo físico, porque se Deus fizesse a matéria, Ele seria responsável pelo mal. E eles ensinaram que Deus nunca poderia se tornar um homem, porque como um homem, ele teria que habitar em um corpo feito de matéria do mal.

Esses pré-gnósticos explicaram a encarnação dizendo que Jesus era um bom anjo cujo corpo era apenas uma ilusão. Este tipo de ensino, e outros semelhantes, permearam as congregações do primeiro século; Muitas das epístolas do Novo Testamento foram especificamente escritas para refutar essas idéias pré-gnósticas.

De fato, o apóstolo João atacou o fundamento do ensinamento gnóstico quando escreveu:

Nisto conhecereis o Espírito de Deus: Todo o espírito que confessa que Jesus Cristo veio em carne é de Deus;
1 João 4:2

O apóstolo Paulo refutou a mesma heresia:

Porque nele foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades. Tudo foi criado por ele e para ele.
Colossenses 1:16

Ele afirmou especificamente que Jesus é Deus – o Criador de tudo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *