Nascimento de Jesus Israel Silva

No Princípio Era o Verbo e o Verbo era Deus | Jesus é Deus Mesmo?

No Princípio Era o Verbo e o Verbo era Deus | Jesus é Deus Mesmo?

No princípio era o verbo e o verbo era Deus. Essas palavras reveladoras estão registradas no Evangelho de João 1:1. Há muitas perguntas, muitos debates e muita polêmica sobre o real significado desse verso.

Para aqueles que acreditam na teologia da trindade, esse versículo parece dar suporte às suas teorias. Vamos ver esse texto como está traduzido na maioria de nossas Bíblias:

No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus.
João 1:1

Sempre achei um desafio compreender essas palavras de João, tendo em vista que é preciso haver uma harmonização com o que nos afirma Deuteronômio 6:4, quando lido a partir do original em Hebraico.

Ouve, ó Israel! O Senhor, é o nosso Deus, o Senhor é um.
Deuteronômio 6:4

deuteronômio 6:4 em hebraico, shemá israel

O “Shemá”, Deuteronômio 6:4 é a base para João 1:1 – No princípio era o verbo e o verbo era Deus.


Então, como pode o Eterno ser um, se a tradução do Novo Testamento, para o texto de João, afirmar que “no princípio o verbo estava com Deus“. Se o verbo é Jesus, e Ele estava “com” Deus, então seriam dois?

Se Deus é UM, então Jesus seria mesmo Deus? Se Jesus é o “segundo” nesta história, como Ele poderia ser Deus – que é apenas UM (אֶחָד Echad)?

Para respondermos essas indagações lógicas, vamos precisar recorrer aos textos do Novo Testamento, no mais próximo dos originais que for possível.

E para podermos fazer uma comparação linguística com o livro de Deuteronômio (escrito em Hebraico), vamos usar a reconstrução hebraica a partir do Aramaico, presente na Peshitta.

No princípio era o verbo e o verbo era Deus

no princípio era o verbo e o verbo era Deus

בְּרֵאשִׁית הָיָה הַדָּבָר וְהוּא הַדָּבָר הָיָה אֵצֶל הָאֱלֹהִים וֵאלֹהִים הָיָה הוּא הַדָּבָר

Então, vemos que em Hebraico, há significados que não aparecem nesse verso quando a tradução parte dos manuscritos que estão na língua Grega.

Talvez essa diferença tenha ocorrido porque o Grego não possui palavras que pudessem expressar totalmente a mente semita do Apóstolo João.

Vou passar a analisar estes termos que estão na imagem acima, para que possamos fazer algumas considerações:

  • בְּרֵאשִׁית – bereshit – “No princípio“, é a mesma palavra que aparece no livro do Gênesis 1:1, quando Deus criou o céu e a terra. João está se referindo ao início de tudo na obra da criação.

O interessante dessa ligação é que no Gênesis, a narrativa nos informa que quem cria o universo é o Eterno (אלֹהִים Elohim).

No princípio criou Deus o céu e a terra.
Gênesis 1:1

gênesis 1:1 em hebraico, no princípio

בְּרֵאשִׁית בָּרָא אֱלֹהִים אֵת הַשָּׁמַיִם וְאֵת הָאָרֶץ׃

E o Apóstolo João nos ensina que tudo foi criado pelo Verbo/Palavra:

Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez.
João 1:3

Ou seja, se Moisés nos informa que Deus criou o universo, o céu e a terra, e João diz que o Verbo criou todas as coisas, só podemos concluir que ambos falam de uma mesma pessoa, Jesus Cristo.

Isso quer dizer que Jesus é o Criador!

O Deus que se identificava no Antigo Testamento como Elohim e Adonai, o Criador, segundo o Novo Testamento é a mesma pessoa de Jesus Cristo.

Aqui vemos a unidade divina – Jesus é o Eterno, a mesma pessoa.

O verbo estava com Deus?

…e o Verbo estava com Deus…
João 1:1

Essa parte, em Hebraico é וְהוּא הַדָּבָר הָיָה אֵצֶל הָאֱלֹהִים “vehu hadavar hayah etsel haelohim”. A palavra mais intrigante desse versículo e o termo אֵצֶל “etsel”, que geralmente é traduzido como a preposição “com [Deus]”.

Ocorre que “etsel” não se limita a esse significado. Há inclusive o verbo אֵצֶל “etsel” que significa “emanar“. Mas a palavra em si pode significar “lado“, e também “dentro“.

Caberia traduzir essa parte de João 1:1 como:

…e o verbo era o lado de Deus…

…e o verbo estava dentro de Deus…

E talvez também caberia dizer que:

…e o verbo era a emanação de Deus…

Seguindo essas traduções, conseguimos captar algo que vai além do pensamento majoritário, trinitariano, e que se aproxima mais da base bíblica deixada por Moisés, que é categórico ao chamar a atenção do povo de Israel:

Ouve, ó Israel! O Senhor, é o nosso Deus, o Senhor é um.
Deuteronômio 6:4

Isso porque Deus é espírito, e um espírito não tem carne, nem ossos, nem sangue. Porém a כפרה “caparah”, a expiação pelos pecados só poderia ser realizada pelo sangue:

Porque a vida da carne está no sangue; pelo que vo-lo tenho dado sobre o altar, para fazer expiação pelas vossas almas; porquanto é o sangue que fará expiação pela alma.
Levítico 17:11

E quase todas as coisas, segundo a lei, se purificam com sangue; e sem derramamento de sangue não há remissão.
Hebreus 9:22

Assim, um espírito não poderia derramar o seu sangue pela remissão dos pecados da humanidade. Foi por esse motivo que Deus se humilhou, se reduziu, e tomou a forma humana, para que pudesse cumprir o plano da salvação.

É esse mesmo Deus, na forma como foi visto, ouvido e tocado, Jesus Cristo, que foi levantado no madeiro, dando a Sua vida em favor de muitos, de todos aqueles que creem no Seu nome.

Jesus é o lado humano do Eterno! Ele é a emanação de Deus! Não há outra pessoa pois o Eterno é UM.

Agora é mais fácil compreender que no princípio era o verbo e o verbo era Deus, conforme o Apóstolo Paulo nos deixou na sua carta a Timóteo.

E, sem dúvida alguma, grande é o mistério da piedade: Deus se manifestou em carne, foi justificado no Espírito, visto dos anjos, pregado aos gentios, crido no mundo, recebido acima na glória.
1 Timóteo 3:16

Sobre o autor | Website

Formado em Hebraico Bíblico, Geografia Bíblica, Novo Testamento, e Estudos do Apocalipse; é Especialista em Estudos da Bíblia, certificado pelo Institute of Biblical Studies da Universidade Hebraica de Jerusalém.

Receba Estudos Bíblicos Diretamente no Seu Email! É Grátis!

100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!