João Batista Israel Silva

O Batismo de Jesus | Quem Batizou Jesus? | Estudo Bíblico

O Batismo de Jesus | Quem Batizou Jesus? | Estudo Bíblico

Quem batizou Jesus? O batismo de Jesus teve por objetivo a apresentação pública do Messias, o Cristo, aos filhos de Israel, conforme o testemunho de João Batista, “E eu não o conhecia; mas, para que ele fosse manifestado a Israel, vim eu, por isso, batizando com água“. João 1:31

O batismo de Jesus está registrado nos versos dos quatro Evangelhos, em Mateus 3:13-17; Marcos 1:9-11; Lucas 3:31-22; e João 1:29-34.

O Local do Batismo de Jesus

Os relatos são muito similares, concordando entre si, de que João realizava o batismo nas águas, na parte do rio Jordão que ficava na região de Betabara, no deserto da Judeia.

É interessante que João tenha citado, no capítulo 1:28, o local do batismo de Jesus, como sendo Betabara, pois em Hebraico, esse termo é בית עברה beit abarah, que significa “casa ou local da travessia“.

Ou seja, segundo a tradição Judaica da época, foi nesse ponto do Jordão que o povo de Israel atravessou com Josué, quando as águas do rio pararam de correr, diante da arca da aliança, e o povo entrou na terra prometida pela primeira vez, indo combater em Jericó (cidade de Bartimeu e Zaqueu).

É muito significante que o batismo de Jesus e a Sua primeira aparição pública como Messias, tenha sido feita no primeiro lugar que o povo de Deus pisou na terra de Israel. É um chamado simbólico ao recomeço.

betabara, o local do batismo de jesus

בית עברה beit abarah, que significa “casa/lugar da travessia”, é o local do Batismo de Jesus.


Quem batizou Jesus?

Quando Jesus veio a João Batista, para ser batizado por ele, o Evangelho de Mateus relata que João estava relutante em fazê-lo:

Mas João opunha-se-lhe, dizendo: Eu careço de ser batizado por ti, e vens tu a mim?
Mateus 3:14

O motivo dessa relutância, era que ele conhecia a natureza divina de Jesus, e sabia que ele era “o cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo“. A natureza santa e sem pecado de Jesus Cristo, mostrava que Ele não necessitava de batismo, pois era um cerimonial que representava uma mudança de caráter.

Mas o caráter de Jesus era perfeito, sem defeito.

No dia seguinte João viu a Jesus, que vinha para ele, e disse: Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo
João 1:29

Ao comparar o Mestre com um cordeiro “que tira o pecado”, João estava dizendo que as qualidades de Jesus eram iguais as do cordeiro sacrificial.

oferecerá macho sem defeito, ou dos bois, ou dos cordeiros, ou das cabras.
Nenhuma coisa em que haja defeito oferecereis, porque não seria aceita em vosso favor.
Levítico 22:19,20

Mesmo assim, Jesus se submeteu a todos os cerimoniais como um ato de justiça, cumprindo toda a Lei de Deus, se submetendo como todo homem deveria fazer, pois a ordem que o Eterno havia dado a João era que batizasse a todos os Israelitas.

O Batismo de Jesus

Passado esse primeiro momento, Jesus foi então batizado por João Batista. Era o cumprimento de um mandamento que serviu de base para a apresentação de Jesus ao povo Judeu, e ao mesmo tempo era o marco inicial do ministério público do nosso Mestre.

A água significa a purificação, e juntamente com essa alegoria, o Eterno se manifestou imediatamente nas suas três formas conhecidas na Bíblia. Ali Ele estava na forma do Filho do Homem, e ao sair das águas, Lucas detalha as revelações de Deus seguintes:

E o Espírito Santo desceu sobre ele em forma corpórea, como pomba; e ouviu-se uma voz do céu, que dizia: Tu és o meu Filho amado, em ti me comprazo.
Lucas 3:22

O Espírito Santo Como Uma Pomba

o espírito santo desce como uma pomba no batismo de jesus

Quem batizou Jesus? Foi João Batista, no rio Jordão.

O Evangelho de Lucas evoca a a imagem poderosa do Espírito Santo, em forma corpórea, como uma pomba, descendo sobre o Salvador. E é usual, não poderia ser diferente, nos atentarmos para o simbolismo do Espírito Santo, por meio da figura de uma pomba, que também é o eterno símbolo da paz.

Sem dúvida que há essa conexão, afinal, estava se cumprindo a mensagem anunciada pelo Profeta Isaías:

E repousará sobre ele o Espírito do Senhor…
Isaías 11:2

Mas não pára por aí, pois não podemos esquecer de uma das maiores histórias bíblicas, onde a pomba é enviada por Noé, diversas vezes, sobre a terra inundada por água, até encontrar descanso em solo seco.

As águas do dilúvio de Noé tem tudo a ver com as águas do batismo de Jesus, pois as águas do dilúvio falam de recomeço, de esperança e de renovação da terra por meio das oito almas que sobreviveram na arca. A arca é a própria simbologia de Cristo, e o nome Noé, em Hebraico, é נֹחַ nôach (lê-se nôarr), que significa descanso, repouso.

E como a pomba de Noé encontrou repouso após as águas terem baixado, em uma oliveira:

E a pomba voltou a ele à tarde; e eis, arrancada, uma folha de oliveira no seu bico; e conheceu Noé que as águas tinham minguado de sobre a terra.
Gênesis 8:11

Também a pomba, agora símbolo do Espírito Santo, encontrou repouso, após ter saído das águas, em Jesus, a oliveira verdadeira, de onde procede o “azeite da unção” eterna.

Eu vi o Espírito descer do céu como pomba, e repousar sobre ele.
João 1:32

Repouso e descanso, na história de Noé representavam a segurança em um mundo que iniciava novamente. Com Jesus, no início do Seu ministério, a pomba também era símbolo de segurança, esperança no futuro da salvação da humanidade.

Em Jesus, a pomba encontrou novamente o repouso no último símbolo de segurança, esperança e de paz – o Rei de Israel – que trará a paz e a segurança que o mundo tanto necessita.

O Meu Filho Amado, Em Ti Me Comprazo

Outra manifestação do Eterno no batismo de Jesus, se deu por meio de uma voz que vinha do céu, “Tu és o meu filho amado, em ti me comprazo”. O original, em Hebraico a palavra “comprazo” é o verbo לַחְפּוֹץlachpôtz“, “desejar”, “querer”, “deleitar”.

A raiz dessa palavra é o termo חפצ chafetz, “prazer”, que aparece em um Salmo muito conhecido, o Salmos 1:2:

Antes tem o seu prazer na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e de noite.
Salmos 1:2

Sem dúvida o prazer e o deleite de Jesus era cumprir os mandamentos do Eterno, pois Ele era a própria Palavra viva. Jesus no princípio era o verbo, e se fez carne, e Nele estava o “querer” de Deus de forma plena. Ele conhecia a real vontade divina e vivia em função de fazê-la com prazer.

Todos que possuem dentro de si o querer divino, e andam nos Seus mandamentos, meditam de dia e de noite, e oram, buscam a vontade do nosso pai celestial, são bem-aventurados, felizes, estão prontos a passar pelas águas e iniciar uma nova vida.

Tudo se faz novo, e sobre estes também repousa o Espírito da Verdade, já foram purificados pela água da vida, há uma fonte que jorra para a eternidade dentro do ser. Por isso, como Jesus, andam buscando fazer a vontade do nosso Pai celeste, o sentido maior da vida e a razão para viver é estar sempre de acordo com a vontade Dele.

Deleito-me em fazer a tua vontade, ó Deus meu; sim, a tua lei está dentro do meu coração.
Salmos 40:8

Sobre o autor | Website

Formado em Hebraico Bíblico, Geografia Bíblica, Novo Testamento, e Estudos do Apocalipse; é Especialista em Estudos da Bíblia, certificado pelo Institute of Biblical Studies da Universidade Hebraica de Jerusalém.

Receba Estudos Bíblicos Diretamente no Seu Email! É Grátis!

100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!