Gênesis Israel Silva

E DISSE DEUS: PRODUZA A TERRA ÁRVORE QUE DÊ FRUTO

E DISSE DEUS: PRODUZA A TERRA ÁRVORE QUE DÊ FRUTO

A Bíblia como um todo, nos fala da importância de viver uma vida digna, voltada para boa consciência, bom pensamento e para as boas obras. Jesus enfatizou muito em seus discursos, sobre a necessidade de se ter uma conduta justa e amorosa neste mundo.

Os Apóstolos também refletiram os ensinamentos do Messias, quando ensinavam às nações sobre boas obras e frutos do espírito. Sem dúvida, o Novo Testamento está repleto de exortações, para que os primeiros Cristãos produzissem frutos em suas novas vidas com Deus.

O interessante, que essa doutrina era aparentemente nova, mas, se olharmos com atenção, desde o princípio o Eterno se preocupou em ensinar ao homem, da necessidade de apresentar frutos. No livro de Gênesis encontramos o seguinte texto:

E disse Deus: Produza a terra erva verde, erva que dê semente, árvore frutífera que dê fruto segundo a sua espécie Gênesis 1:11

Agora vamos ver o mesmo texto no original Hebraico:

gênesis 1:11 em hebraico, produza a terra árvore frutífera

ÁRVORE QUE NÃO DÁ FRUTO É CORTADA

O interessante desse verso, é a palavra usada para o termo “produza“, que em hebraico é תַּדְשֵׁאtadshe“. “Produza a terra…árvore frutífera“, começa com uma verbo que está no modo volitivo (mostra vontade) do hebraico, chamado de Jussivo.

O Jussivo é melhor traduzido para o Português como o modo subjuntivo, que expressa possibilidades, um desejo. Por isso, a melhor tradução para esse verso seria:

Que produza a terra…árvore frutífera…

Isso porque o verbo não está no imperativo. O jussivo não deixa de ser um tipo de ordem, mas que gramaticalmente expressa mais um desejo. Esse verso está construído em uma linguagem polida, gentil, que também expressa uma possibilidade de não haver árvore que dê fruto.

E temos que ter em mente, que se no nível literal (peshat), o texto do Gênesis 1:11 fala da criação das árvores, em um nível mais profundo (derash), árvores representam os homens. Árvore fala de ser humano. Fruto fala de obras. E como vimos, há duas possibilidades para as árvores – ter ou não ter frutos.

Foi justamente dessas duas possibilidades que o Messias e os Apóstolos falaram, mas não sem consequências:

E também já está posto o machado à raiz das árvores; toda a árvore, pois, que não dá bom fruto, corta-se e lança-se no fogo. Lucas 3:9

Toda a árvore que não dá bom fruto corta-se e lança-se no fogo.
Mateus 7:19

FRUTOS DO ESPÍRITO

Os frutos são os frutos do espírito, que o Eterno deseja que nós, árvores plantadas por Ele, produzamos. Veja que o texto mostrado mais acima nos revela no hebraico, que “produzir” fruto é uma vontade divina, uma ordem gentil, um conselho!

Deus quer que você ande nas boas obras. Mas Ele é gentil, não te obriga a servi-lo, nem a aceitá-lo. Mas o conselho divino é sábio, pois aqueles que trilham caminhos retos receberão a vida eterna!

Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança. Gálatas 5:22

Venha estudar o Hebraico conosco!

Sobre o autor | Website

Formado em Hebraico Bíblico, Geografia Bíblica, Novo Testamento, e Estudos do Apocalipse; é Especialista em Estudos da Bíblia, certificado pelo Institute of Biblical Studies da Universidade Hebraica de Jerusalém.

Receba Estudos Bíblicos Diretamente no Seu Email! É Grátis!

100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!