Gênesis Israel Silva

A HISTÓRIA DE ABRAÃO E DO SEU CHAMADO – ESTUDO BÍBLICO

A HISTÓRIA DE ABRAÃO E DO SEU CHAMADO – ESTUDO BÍBLICO

A história de Abraão mostra a prova do seu chamado por meio da fé. E a fé de Abraão foi provada através de atos de obediência a Deus. Ele passou por diversas provas, teste após teste. Quando passava uma provação, logo era levado para outra provação.

A história de Abraão é sem dúvida uma história da provação da fé e da obediência.

Pela fé Abraão, sendo chamado, obedeceu, indo para um lugar que havia de receber por herança; e saiu, sem saber para onde ia.
Hebreus 11:8

O Apóstolo Paulo nos ensinou que Abraão é o pai da fé, e pai de todos aqueles que tem fé, pois ele é um exemplo de quem tem uma vida por meio dela. As histórias de Abraão e dos demais patriarcas não são apenas narrativas históricas.

Porque tudo o que dantes foi escrito, para nosso ensino foi escrito, para que pela paciência e consolação das Escrituras tenhamos esperança. Romanos 15:4

O CHAMADO DE ABRAÃO

A história de Abraão se inicia em Gênesis capítulo 12, com uma ordem/convite que ficou conhecida como o chamado de Abraão. Ao ler este texto no seu original em Hebraico, podemos ver que Deus fala com Abraão por meio de uma frase única לֶךְ לְךָ, “lech-lecha“, “sai-te“, repetindo duas palavras com as mesmas letras, porém de significados diferentes.

Ora, o SENHOR disse a Abrão: Sai-te da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai, para a terra que eu te mostrarei.
Gênesis 12:1

Vamos ver essa passagem no original para podermos fazer um estudo bíblico, e alguns comentários muito interessantes sobre o significado dessas palavras hebraicas:

gênesis 12:1 em hebraico, a história de abraão, o chamado de abraão

Em Gênesis 12:1, encontramos a história de Abraão e o chamado de Abraão.


Como mostrado na imagem acima, a primeira palavra da história de Abraão é לֶךְ lech” (lê-se “ler”), um  verbo no imperativo que significa “vai“. A segunda palavra que completa o chamado de Abraão é לְֶךָ, “lecha” (lê-se “lerrá”), uma preposição que é normalmente traduzida como “para longe de…”, mas que também pode significar “para você mesmo“.

Na verdade, ambas as traduções são corretas porque quando você deixa totalmente a sua “zona de conforto”, dos seus hábitos e de seus bens materiais, você pode entrar no seu verdadeiro “eu”, na sua alma, no seu interior e na sua dimensão espiritual.

SAI DA TUA TERRA

As próximas três palavras do chamado de Abraão vão significar três dimensões, ou três ideologias que devemos superar para estarmos debaixo da vontade divina. Nós não podemos seguir o sentido literal dessa passagem (a peshat).

Ninguém pode entender o chamado de Abraão, como uma ordem atual para sair do lugar em que se mora, nem para deixar a sua família. Qual seria então a aplicação desse texto, para nós nos dias de hoje? Vejamos então os significados das camadas mais profundas, das entrelinhas (remez, sod e derash):

  • מֵאַרְצְךָ – “da tua terra” – A terra na época de Abraão, e ainda hoje, é o símbolo do poder econômico e político. Deus está dizendo a abraão que para servi-lo temos que superar as forças econômicas e as influências políticas.

Não é raro que governos se valham de sua força política/econômica e tentem proibir a adoração ao único e verdadeiro Deus, como foi no caso do comunismo;

  • וּמִמּוֹלַדְתְּךָ – “da tua parentela” – A palavra que aqui foi usada, em Hebraicoumimoladtecha“, significa “e das circunstâncias do teu nascimento“. Para seguir o chamado divino, muitas vezes é preciso superar as circunstâncias em que nascemos.

Não podemos deixar que a nossa herança genética nos impeça de servirmos ao Eterno. Nem se nascemos ricos ou pobres, na cidade ou no campo. O ditado “pau que nasce torto, morre torto” não se aplica àqueles que recebem a santa convocação.

Frequentemente agente ouve, “mas eu nasci e fui criado na igreja tal… na religião tal… que ensinava tal doutrina…”. Ficar preso a estas circunstâncias pode impedir o desenvolvimento e a revelação espiritual na vida de um discípulo do caminho.

O texto não está dizendo que devemos ser desobedientes a nossos pais, mas que devemos sim submeter tudo que deles aprendemos ao exame das escrituras sagradas. Todos os possíveis traumas da convivência em família também tem que ser superados e deixados para trás, para podermos estar focados nas novas experiências que o Eterno nos trará.

Há muitas pessoas que culpam seus pais pela atual situação que se encontram. “Se meu pai tivesse me tratado de tal maneira… se meus pais tivessem me ensinado… se eu tivesse tido mais atenção dos meus pais… eu seria diferente“.

Contudo o Eterno nos manda “deixar a casa dos nossos pais“, deixar tais circunstâncias, traumas e problemas, de forma a superá-los.

FARTE-EI UMA GRANDE NAÇÃO

história de abraão

Olha agora para os céus, e conta as estrelas, se as podes contar. E disse-lhe: Assim será a tua descendência. Gênesis 15:5


E far-te-ei uma grande nação, e abençoar-te-ei e engrandecerei o teu nome; e tu serás uma bênção.
Gênesis 12:2

Deus prometeu que faria de Abraão uma grande nação. No nível literal dessas palavras, esta promessa se refere à nação de Israel – o povo Judeu (nossos irmãos). Mas em um outro nível de interpretação (remez), como “tudo o que foi escrito, foi escrito para o nosso ensino”, há sem dúvida uma pista que precisa ser seguida nesta passagem.

E a pista deixada na promessa feita a Abraão, nos leva a inclusão dos Gentios, os Cristãos que iriam se juntar à família de Abraão.

Por isso, neste texto, a palavra Hebraica usada para “farte-ei [uma grande nação]”, é o verbo עָשָׂה asah, “fazer [de material pré-existente]”.

O verbo “asahnão significa “fazer do nada“, mas esse “fazer” é a partir de algo que já existe. Ou seja, envolve uma transformação, algo precisa ser moldado.

E como estamos falando de um ser humano, Deus só poderia estar falando que iria “refazer” Abraão, que iria transformá-lo, ao ponto de ele se tornar uma nova criação, ao ponto dele experimentar o novo nascimento, e se tornar de Abram (seu primeiro nome), em Abraão – o pai de muitas nações.

De forma semelhante, aqueles que tem as mesmas obras e a mesma fé de Abraão, passam pelo novo nascimento, são transformados em nova criação, filhos de Abraão pela fé:

para que fosse pai de todos os que crêem, estando eles também na incircuncisão; a fim de que também a justiça lhes seja imputada;
Romanos 4:11

O BATISMO DE ABRAÃO

e tu serás uma bênção.
Gênesis 12:2

A palavra Hebraica para “benção” é בְּרָכָהberacha” (lê-se berarrá), que tem o som muito semelhante com a palavra que significa tanque de batismo (ou piscina), בְּרֵכַת berecha” (lê-se bererrá). Essa semelhança das palavras (homônimos), levou a uma interpretação antiga, um tipo de wordplay (jogo de palavras) que diz:

e tu serás um tanque de batismo [um tanque de imersão].
Gênesis 12:2 – Midrash Rabbah

Essa era, em um outro nível, a promessa feita a Abraão, que por meio dele muitos seriam purificados pelo batismo nas águas, isto é, batizados nele.

Claro que essa interpretação é uma metáfora, Abraão morreu, e ele não era uma piscina de imersão de batismos como a de João Batista, mas a ideia, o conceito é algo que permanece, até que se chegue a algo ou alguém que possa preencher e completar a interpretação.

Paulo usou do mesmo raciocínio, e da mesma linguagem quando descreveu o batismo em nome de Jesus. Para Paulo os Gentios/Cristãos são batizados no Messias:

Ou não sabeis que todos quantos fomos batizados em Jesus Cristo fomos batizados na sua morte?
Romanos 6:3

Porque todos quantos fostes batizados em Cristo já vos revestistes de Cristo.
Gálatas 3:27

ABENÇOAREI QUEM TE ABENÇOAR

E abençoarei os que te abençoarem, e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; e em ti serão benditas todas as famílias da terra.
Gênesis 12:3

A história do chamado de Abraão prossegue com uma promessa. Deus prometeu abençoar aqueles que abençoarem ao pai da fé. Daí vem a obrigação dos Gentios convertidos ao Eterno, os Cristãos que tem o testemunho de Jesus, em abençoar a nação de Israel, descendentes de Abraão.

É interessante ver o texto de Gênesis 12:3 em Hebraico, pois o original consegue aumentar o entendimento dos significados dessas palavras.

O termo “e abençoarei“, é a palavra וַאֲבָרֲכָהvaavarachah” (lê-se “va-a-vararrá”). Ocorre que a raiz desta palavra, que é ברך , letras Bet, Resh e Raf Sofit, também significa “ajoelhar“, e na Bíblia esse “ajoelhartem o sentido de servir.

Em outro nível de interpretação, Deus estaria dizendo a Abraão que “Eu servirei a quem te servir“. É uma promessa de que o Eterno ajuda quem ajuda a Israel. Nós como Cristãos devemos orar pelos Judeus, e abençoá-los.

capa do dicionário bíblico, hebraico, aramaico, strong

significado do verbo barach, abençoar, ajoelhar

AMALDIÇOAREI/ILUMINAREI

É interessante também analisar os termos “amaldiçoarei os que te amaldiçoarem“. Aqui nós temos um duplo nível de interpretação no Hebraico Bíblico. No original, a ordem das palavras está invertida.

Primeiro vem as palavras “os que te amaldiçoarem“, que é o termo וּמְקַלֶּלְךָumeqallelecha“, “e quem te fizer leve“.

Fazer leve“, no Hebraico da Bíblia, é o mesmo que “desonrar“, pois o contrário, honrar, é dado pelo termo כּבד kaved, “tornar pesado“, “honrar“.

Depois vem a parte “amaldiçoarei“, que é o termo אָאֹרaor“, do verbo לָאוֹרlaor“. Ocorre que essa é a mesma raiz da palavra אוֹרor“, que significa “luz“.

Claro que no sentido literal desse verso, Deus está dizendo que iria amaldiçoar aqueles que amaldiçoassem a Abraão/Israel. Mas em um outro nível de interpretação, levando-se em consideração os significados da raiz dessas palavras, há uma profecia subentendida nas entrelinhas desse texto.

Poderíamos também traduzir o Gênesis 12:3 como, “E aqueles que te amaldiçoam, Eu os iluminarei [isto é, os converterei]”.

Essa já era a promessa de que Abraão/Israel seriam luz para as nações que estavam afastadas de Deus, que eram inimigas de Israel, mas que no futuro seriam convertidas ao Eterno e iluminadas pela Palavra (Jesus Cristo).

E veja, hoje, quantos milhões, bilhões de Cristãos foram iluminados pelo descendente supremo de Abraão, Jesus Cristo, que antes estavam afastados da verdade, que eram inimigos de Deus, mas que encontraram o caminho.

E essa promessa ainda se cumprirá de forma maior e mais abrangente, conforme anunciou o Profeta Zacarias:

Assim virão muitos povos e poderosas nações, a buscar em Jerusalém ao Senhor dos Exércitos, e a suplicar o favor do Senhor.

Assim diz o Senhor dos Exércitos: Naquele dia sucederá que pegarão dez homens, de todas as línguas das nações, pegarão, sim, na orla das vestes de um judeu, dizendo: Iremos convosco, porque temos ouvido que Deus está convosco.
Zacarias 8:22,23

ABENÇOADOS E ENXERTADOS

Então, lembra da raiz da palavra abençoar/ajoelhar, que mostramos mais acima,  ברך ? Havia um processo antigo de se enxertar uma planta em outra, fazendo com que sua raiz se “ajoelhasse“, fazendo uma curva na terra, afim de nascer novos ramos. Veja a figura abaixo.

abençoar significa enxertar em hebraico

Estou falando dessa raiz, novamente, por causa da última parte do verso de Gênesis 12:3, que trata da história e do chamado de Abraão. Vamos ler de novo?

e em ti serão benditas todas as famílias da terra.
Gênesis 12:3

Então, destaquei a parte “serão benditas“, e veja que ela está na voz passiva, onde o sujeito recebe a ação do verbo. Aqui “todas as famílias da terra” receberão a ação de serem benditas em Abraão. Mas repare que essa parte final desse verso parece contradizer a parte inicial.

Pois no início, o verso diz  “e abençoarei os que te abençoarem“, estabelecendo uma condição para que as pessoas/famílias sejam abençoadas/benditas. Como poderiam então, todas (todas) as famílias da terra serem abençoadas em Abraão?

Todas, incluem as que abençoarem e as que não abençoarem a Abraão/Israel.

Essa aparente contradição tem um significado que vai para além da tradução superficial do texto. Como falamos anteriormente, os termos “serão benditas” estão na voz passiva, inclusive no original em Hebraico, na forma do Nifal, com a palavra נִבְרְכוּ nivrechu (lê-se nivrerrú).

A raiz dessa palavra também é composta pelas letras ברך , que possuem o sentido de “ajoelhar”, “curvar”, e esse sentido de “curvar”, com vimos na imagem acima, é usada na descrição de enxertos de plantas, quando se enxerta uma planta em outra.

Poderíamos expandir ainda mais esse conceito se estudássemos a palavra de raiz comum a esta que acabamos de ver, מבריך “mavrich”.

Esses significados dessas palavras nos levam a entender que Deus estava profetizando que as nações/famílias da terra seriam não somente abençoadas em Abraão/Israel, mas além disso, elas seriam enxertadas em Abraão.

Esse conceito do enxerto em Abraão/Israel vai nos explicar de como foi permitido que duas mulheres gentias – Rute, a Moabita e Naamá, a Amonita – serem consideradas parte de Israel e ainda mais, mães de reis da linhagem de Davi.

A Torá/Pentateuco proibia que pessoas da descendência dos Moabitas e dos Amonitas fizessem parte de Israel.

Nenhum amonita nem moabita entrará na congregação do Senhor; nem ainda a sua décima geração entrará na congregação do Senhor eternamente.
Deuteronômio 23:3

Então como Rute e Naamá puderam ser mães de reis de Israel? Isso só foi possível porque elas foram enxertadas em Abraão/Israel, conforme a profecia de Gênesis 12:3.

O Apóstolo Paulo usou desta mesma metodologia, da mesma linguagem quando escreveu sua mensagem do Evangelho para os Gentios/Cristãos, que os Gentios encontraram inclusão na família de Abraão, por meio do Messias Jesus (Yeshua).

Ora, tendo a Escritura previsto que Deus havia de justificar pela fé os gentios, anunciou primeiro o evangelho a Abraão, dizendo: Todas as nações serão benditas em ti.
Gálatas 3:8

Para Paulo, este era o Evangelho, “todas as famílias serão benditas/enxertadas em ti“.

Em Romanos 11, Paulo compara a nação de Israel a uma oliveira, e compara as outras nações a oliveiras bravas, que são enxertadas na boa oliveira – a família de Abraão, a nação de Israel.

E se alguns dos ramos foram quebrados, e tu, sendo zambujeiro, foste enxertado em lugar deles, e feito participante da raiz e da seiva da oliveira,
Romanos 11:17

Porque, se tu foste cortado do natural zambujeiro e, contra a natureza, enxertado na boa oliveira, quanto mais esses, que são naturais, serão enxertados na sua própria oliveira!
Romanos 11:24

Aqueles que estão em Jesus Cristo são feitos família de Abraão, participantes da nação de Israel, pela fé!

Sobre o autor | Website

Formado em Hebraico Bíblico, Geografia Bíblica, Novo Testamento, e Estudos do Apocalipse; é Especialista em Estudos da Bíblia, certificado pelo Institute of Biblical Studies da Universidade Hebraica de Jerusalém.

Receba Estudos Bíblicos Diretamente no Seu Email! É Grátis!

100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

8 Comentários

  1. Maria de Fátima Pinheiro Gama disse:

    Fui muito impactada com esse estudo; aprendi muito; e, peço a Deus que Ele continue te dando sabedoria e outros estudos tão maravilhosos como este atinja muitos corações incluindo o meu.
    Muito obrigada.
    Shalom

    • Israel Silva disse:

      Shalom!

      Agradeço as suas palavras de incentivo! O hebraico ajuda muito a expandir a compreensão das escrituras! Que o Eterno continue nos iluminando!

  2. Guilherme disse:

    Gostaria de tirar uma dúvida, em Gênesis 12 fala que Abrão tinha 75 anos quando saiu de Harã, só que em Atos 7, Estevão diz que Abrão foi chamado ainda em Ur e que ele só saiu depois que seu pai Terá morreu. Pode me explicar a ligação desses dois textos. Pois, Terá morreu com 205 anos e Abrão sai de Ur com 75 anos, segunda Gênesis 12 Terá teria 145 anos quando Abrão saiu de Harã, já que Terá tinha 70 anos quando Abrão Nasceu. Quem era o filho mais velho de Terá?

  3. JOSE PEREIRA DOS SANTOS disse:

    Estudo muito bem fundamentado, de excelente qualidade e que contribuiu muito para meu crescimento espiritual parabéns.

  4. Samuel Santos disse:

    Deus seja louvado, riquíssimo ensino

  5. Anderson Machado disse:

    Deus te abençoe meu irmão.

  6. Floriene disse:

    Estou maravilhada ccom estes estudos biblicos , como a palavra do senhor nos ensina a cada dia . Que Deus continue a cada momento dando mais e mais revelações da palavra dele e mais e mais inspiração do espirito santo de Deus, para você pastor transmitir pa nos mais e mais estudos bíblicos e com certeza vamos aprender muito com eles… Que Jesus continue te usando cada vez mais , a paz do senhor. ..👏👏👏